10 Raças de Cães Conhecidas Por Problemas de Quadril e Como Ajudá-los

Thumb 10 Raças de Cães Conhecidas Por Problemas de Quadril e Como Ajudá-los

Da osteoartrite à displasia do quadril, os problemas da anca afetam cães de várias raças. Correr, pular, andar e até ficar parado torna-se doloroso para eles, mas essa condição física do seu cão não precisa tomar conta de sua vida. Com o tratamento e cuidados adequados, os cães podem continuar fazendo tudo o que mais gostam. Mas antes que você possa chegar a esse lugar feliz, você primeiro tem que avaliar o risco do seu cão. Nem todo coxo e gemido será um problema no quadril. Pode ser uma lesão, mas independentemente da idade do seu cão ou nível de atividade, é importante considerar os problemas do quadril como uma possibilidade.

Dois tipos de problemas no quadril

A osteoartrite é a forma mais comum de artrite para cães. É mais frequente em cães mais velhos devido a anos de atividades e desgaste das articulações, mas cães de todas as idades podem ser afetados – especialmente se a raça for propensa a problemas nas articulações. É uma condição crônica que afeta cerca de 20% dos cães. É causada pela quebra da cartilagem que amortece os ossos nas articulações. Sem cartilagem, os ossos se esfregam e rangem juntos. O movimento se torna mais difícil e a inflamação na articulação leva à dor, que piora com o tempo.

A displasia da anca é uma condição em que os dois ossos que compõem a articulação do quadril – o fêmur e a pélvis – não se encaixam como deveriam. O soquete é muito raso para manter adequadamente a cabeça femoral ou a cabeça do fêmur está mal formada. Para alguns cães, é ambos. Sem um ajuste perfeito, os ossos se esfregam e se prendem, resultando em inflamação séria e subsequente dor a cada movimento. Displasia da anca é mais facilmente encontrada em cães mais velhos, mas é uma condição hereditária que muitas vezes é transmitida através de famílias. Alguns cães são diagnosticados antes dos primeiros aniversários.

Raças mais em risco

1 – Buldogue

10 Raças de Cães Conhecidas Por Problemas de Quadril e Como Ajudá-los

A Fundação Ortopédica para Animais classifica o Bulldog como a raça número um em maior risco de desenvolver displasia da anca. Das 928 avaliações realizadas entre 1974 e 2017, 70,9 % dos Bulldogs foram diagnosticados por ter algum grau de displasia da anca. Na maioria dos casos, Bulldogs nascem com quadris saudáveis, e a doença não os afeta até mais tarde na vida. Normalmente conhecido por ser um bom cão de apartamento por causa de seu amor pelo sofá e baixa energia, é fácil para os Bulldogs ficarem acima do peso. Os quilos extras que os sobrecarregam, sobrecarregam as articulações, tornando mais provável a displasia da anca e a artrite.

2 – Pug

10 Raças de Cães Conhecidas Por Problemas de Quadril e Como Ajudá-los

Normalmente, são os cães grandes que correm maior risco de desenvolver problemas nos quadris, mas o Pug é uma das exceções. Este pequeno cão é atormentado com mais do que o seu quinhão de questões de saúde, incluindo problemas respiratórios, doenças oculares e problemas ortopédicos. Como os Bulldogs, os Pugs costumam estar acima do peso. Seus pequenos quadris não podem suportar tanto peso, e a obesidade está diretamente relacionada às chances de o Pug desenvolver displasia do quadril. Quando seus quadris doem, os Pugs tendem a se tornar ainda menos ativos que o normal e caminham com uma marcha alterada que parece um salto de coelho.

3 – Mastim Napolitano

10 Raças de Cães Conhecidas Por Problemas de Quadril e Como Ajudá-los

Cães de raças gigantes geralmente são os que mais correm risco de desenvolver problemas no quadril, e há poucas raças maiores do que o Mastim Napolitano. Eles chegam a pesar até 68 quilos, e quem paga o preço por carregar todo esse volume são suas articulações. Cerca de 50 por cento dos Mastins Napolitanos adultos têm displasia da anca, e muitos também desenvolvem artrite no início de suas vidas. Eles necessitam de exercícios moderados e, se forem limitados pela dor nas articulações, podem ter uma séria frustração mental.

4 – São Bernardo

10 Raças de Cães Conhecidas Por Problemas de Quadril e Como Ajudá-los

Essa raça ficou bem conhecida por interpretar um cachorro feliz chamado Beethoven no cinema, São Bernardo são grandes cães conhecidos por duas coisas: babam muito e possuem alguns problemas comuns. Como a maioria dos cães grandes, eles têm uma vida útil relativamente curta entre 8 e 10 anos. De uma longa lista de problemas de saúde maiores e menores comuns na raça, a displasia da anca está no topo. Os filhotes crescem muito durante os primeiros meses, e o crescimento muito rápido geralmente leva a articulações do quadril a ficarem malformadas.

5 – Basset Hound

10 Raças de Cães Conhecidas Por Problemas de Quadril e Como Ajudá-los

Órgãos longos e pernas curtas são as duas características que as pessoas mais amam em Basset Hounds, mas também são as características responsáveis ​​por muitos dos problemas de saúde da raça. As costas longas as tornam propensas a problemas espinhais, como a doença do disco intervertebral. Isso é extremamente doloroso e faz com que o cão ajuste sua marcha na tentativa de compensar a dor. Coloca pressão sobre todas as outras articulações, e a artrite nos quadris é abundante nas linhagens de Basset Hound.

6 – American Staffordshire Terrier

10 Raças de Cães Conhecidas Por Problemas de Quadril e Como Ajudá-los

Eles são conhecidos por sua coragem e força física, mas a artrite e a displasia da anca são dois inimigos que a American Staffordshire Terriers não pode derrotar sem ajuda. Cães dessa raça são bastante confundidos com alguns cães de outras raças do tipo “pit bull”, a American Staffy é uma raça ativa que prospera com o exercício diário. Eles gostam de correr, pular e brincar, e esses movimentos de alto impacto sobrecarregam suas articulações.

7 – Newfoundland

10 Raças de Cães Conhecidas Por Problemas de Quadril e Como Ajudá-los

Grandes e majestosos cães criados para nadar em águas frias, o Newfoundland é um animal de estimação popular e um cão de trabalho renomado. Eles são a mistura ideal de energia e gentileza, mas como a maioria dos cães de raça gigante, eles sofrem de condições de saúde ortopédicas. Frustrantemente, a artrite nos quadris e cotovelos é agravada pela obesidade e por um estilo de vida ativo. O peso extra em um cão já grande acelera a deterioração da cartilagem e os movimentos de alto impacto têm um efeito semelhante. Eles são o número 25 de 187 na lista de raças da OFA mais afetada pela displasia da anca.

Leia também: Porque Seu Cão Sempre Parece Saber Como Você Está Se Sentindo

8 – Rottweiler

10 Raças de Cães Conhecidas Por Problemas de Quadril e Como Ajudá-los

Os Rottweilers são impressionantes de olhar, altamente treináveis, e eles amam suas famílias acima de tudo. Enquanto os rottweilers gostam de ultrapassar os limites de sua força e resistência, a displasia da anca pode forçá-los a desacelerar. A condição é passada de pais para filhotes, e os criadores são encorajados a rastrear seus cães para qualquer tipo de malformação da articulação do quadril antes da reprodução.

9 – Chow Chow

10 Raças de Cães Conhecidas Por Problemas de Quadril e Como Ajudá-los

Facilmente reconhecido por seus manes de leão, Chows são conhecidos por serem uma raça de cão relativamente saudável. O problema de saúde mais comum tem a ver com os seus olhos anormalmente pequenos, mas a displasia da anca canina é também uma condição hereditária dentro da raça. Alguns cães são diagnosticados com quatro meses de idade. É inevitável em muitos casos, mas fatores ambientais também podem contribuir para os primeiros sintomas. Ganho de peso rápido, lesões e freqüentemente escorregar em pisos lisos podem acelerar a condição.

10 – Pastor Alemão

10 Raças de Cães Conhecidas Por Problemas de Quadril e Como Ajudá-los

Embora forte e graciosa, a claudicação devido a problemas ortopédicos é um problema sério para os pastores alemães. A reprodução irresponsável levou a condições, incluindo displasia do quadril e do cotovelo, a se tornarem mais comuns. Porque os pastores alemães têm um desejo natural de agradar seu tutores, às vezes é impossível dizer que eles estão com dor. Eles vão se comportar como se tudo estivesse normal, até que um dia, a dor se torna algo bem difícil de lidar.

Como ajudar

Manter um peso saudável é uma parte fundamental para manter um cão saudável. A obesidade intensifica a artrite e torna o que já é uma situação dolorosa ainda pior. Não só os quilos extras exercem pressão desnecessária sobre as articulações, como as próprias células de gordura contribuem para a dor nas articulações por meio da secreção de um hormônio chamado leptina. A leptina deixa as células adiposas e infiltra nas articulações, onde causa inflamação que aumenta a dor do cão.

Suplementos de saúde comum com glucosamina são um dos principais ingredientes recomendados para cães que sofrem dessas condições, incluindo osteoartrite e displasia da anca. A glucosamina é um composto natural encontrado na cartilagem. Contribui para a função articular, mantendo a flexibilidade e a estrutura da cartilagem. Seu cão produz glucosamina naturalmente, mas quando problemas com seus quadris começam a trabalhar contra eles, um suplemento diário de alta qualidade lhes dá o impulso extra que eles precisam para manter e restaurar a cartilagem.

Conclusão

Cada cão merece um lugar confortável para descansar, e ter uma boa cama para chamar de sua é especialmente importante para os cães em risco de desenvolver problemas nas articulações. Camas ortopédicas para cães são melhores para tirar a pressão dos quadris. Elas proporcionam conforto e apoio para o cachorro. A cama deve ser de vários centímetros de espessura e grande o suficiente para caber todo o corpo do cão.

Para muitas raças propensas a displasia da anca, os problemas surgem durante os primeiros meses de vida dele. Isso acontece durante o período em que o filhote está crescendo rapidamente. Se eles crescem muito rápido, há a chance de suas articulações se desenvolverem anormalmente. Isso é uma preocupação bem comum para cuidadores de cães de raças grandes e gigantes. Para garantir que as articulações do seu cachorro se desenvolvam adequadamente, é importante alimentá-lo com um alimento para filhotes especificamente formulado para cães de raças grandes. Ração de filhote de cachorro de raça grande tem um teor de gordura ligeiramente inferior ao alimento regular e serve para atrasar o desenvolvimento e dar as articulações tempo para se formarem corretamente.

Gostou do artigo? Deixe um comentário dizendo o que achou e Compartilhe com seus amigos!

Leia também: 5 Dicas Para Combater a Perda Auditiva Do Seu Cachorro

Envie seu comentário:

Você também pode gostar:

  • Animais
  • Curiosidades
  • Educação
  • Natureza
  • Receitas & Alimentação
  • Saúde & Bem-Estar
Thumb %title%

Produtos de Origem Animal que Provavelmente Você Não Sabia



Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE