A Dura Realidade Destas 20 Celebridades Que Admitiram Lutar contra a Depressão

Thumb A Dura Realidade Destas 20 Celebridades Que Admitiram Lutar contra a Depressão

Nesse artigo fizemos uma listagem de pessoas famosas, mundialmente conhecidas, que admitiram ter depressão e lutar contra a tristeza. Confira!

Dwayne Johnson

A Dura Realidade dessas 20 Celebridades Que Admitiram Lutar contra a Depressão

“The Rock” é um dos atores mais bem pagos de Hollywood, e recentemente se abriu sobre depressão para o Express, um jornal britânico. “A luta e a dor são reais”, disse Johnson, que salvou sua mãe de uma tentativa de suicídio aos 15 anos. “A depressão nunca discrimina”, ele twittou mais tarde.

Demorei muito tempo para perceber, mas a chave é não ter medo de se abrir. Especialmente nós, homens, temos a tendência de tentar superar tudo sozinho. Mas é muito importante sempre ter com quem contar nesses momentos.

Katy Perry

A Dura Realidade dessas 20 Celebridades Que Admitiram Lutar contra a Depressão

A estrela pop compartilhou sua luta contra a depressão durante uma transmissão ao vivo de 96 horas no YouTube. Em uma sessão emocionante com Siri Sat Nam Singh, apresentador do The Therapist, do canal Viceland, Perry disse que ela se abriu porque queria que seus fãs vissem seu verdadeiro eu. “Se as pessoas puderem ver que sou como elas, elas podem ter sonhos cada vez maiores.”

Jon Hamm

Assim como seu personagem Don Draper em Mad Men, Hamm lutou contra algumas coisas pesadas. Ele não esconde sobre seus ataques com depressão e diz que foi particularmente difícil depois que seu pai morreu quando ele estava na faculdade. Em uma entrevista à revista InStyle, Hamm falou sobre os benefícios da terapia.

Vivemos em um mundo onde admitir algo negativo sobre você é visto como uma fraqueza, quando na verdade é uma força. Falar que “precisa de ajuda” não é algo negativo!

Lady Gaga

A popstar, cujos sucessos incluem “Paparazzi” e “Poker Face”, diz que já convive com depressão e ansiedade desde muito pequena. Gaga não tem vergonha de admitir que toma remédio para depressão. Em uma entrevista à revista Billboard, ela disse que acha importante que as pessoas falem sobre sua saúde mental. “Se compartilharmos nossas histórias e nos unirmos, seremos mais fortes.”

Michael Phelps

O nadador que ganhou 28 medalhas olímpicas disse que seu primeiro “período de depressão” aconteceu em 2004, mas seu ponto mais baixo veio depois dos Jogos de 2012, segundo a CNN. Phelps disse que ficou sozinho em seu quarto por três a cinco dias “não querendo estar vivo”, e ele sabia que precisava de ajuda.

Depois que ele procurou tratamento e começou a falar sobre seus sentimentos, ele disse que “a vida se tornou fácil”. Agora, ele entende que “não há problema em não estar bem” e ver a terapia como sua ponte de virada.

Kristen Bell

A atriz, conhecida por dar voz ao personagem de Anna no filme Frozen, diz que está com depressão desde que estava na faculdade. Em um ensaio para o lema do site, Bell diz: “Não é sinal de fraqueza lutar contra a doença mental”. Ela diz que se tornou pública para tentar esclarecer a desordem e aliviar o estigma em torno dela.

Bruce Springsteen

“The Boss” teve ataques de depressão em seus 60 anos que “durou por um longo tempo”, disse ele à CBS Sunday Morning . “É como uma coisa que engole você. Cheguei ao ponto de não querer sair da cama. ”Ele disse que isso não afetava seu trabalho, e a“ força e amor ”da esposa Patti Scialfa eram fundamentais. “Ela dizia: ‘Você vai ficar bem. Talvez não hoje nem amanhã, mas tudo vai ficar bem. Ele também obteve uma melhora quando passou a ter um acompanhamento profissional e fazer uso de medicamentos.

Gwyneth Paltrow

Esta atriz vencedora do Oscar falou que teve depressão pós-parto e falou sobre sua batalha de 5 meses após o nascimento de seu segundo filho, Moses. “Eu me senti como um zumbi”, ela disse à Good Housekeeping em 2011. “Eu não conseguia acessar meu coração. Eu não conseguia acessar minhas emoções. Eu não conseguia me conectar. ”Ela também teve que lidar com depressão clínica depois que seu pai morreu em 2002.

Ashley Judd

Esta atriz de Kiss the Girls teve o que ela chama de uma infância “disfuncional”. Ela se sentiu isolada e insegura. Como resultado, ela sentiu uma tristeza profunda como um adulto. As coisas melhoraram, porém, somente quando ela se internou em um centro de tratamento em 2006. “Eu precisava de ajuda”, disse ela à revista Glamour . “Eu estava com muita dor.”

Naomi Judd

O ícone da música country disse à ABC News e Robin Roberts, contribuinte do WebMD, que ela começou a sentir o que chamou de “depressão completamente debilitante e com risco de vida” em 2010. Ela diz que “voltaria para casa e não sairia de lá por nada, passou três semanas de pijama e não fazia nem sua higiene básica. Foi muito ruim ”. Ela escreveu sobre sua depressão em seu livro River of Time: Minha descida à depressão e como emergi com esperança. Ela diz que veio a público porque “se eu viver com isso, quero que alguém seja capaz de ver que eles podem sobreviver”.

Ryan Phillippe

O ator de Segundas Intenções diz que sua batalha contra a depressão começou quando ainda era jovem. “À medida que você envelhece, acho que diminui um pouco, mas eu sou apenas um tipo de pessoa triste”, disse ele recentemente à revista Elle. Phillippe não deixou que sua condição o impedisse de brilhar na tela. Recentemente, ele estrelou o drama de TV Secrets and Lies .

JK Rowling

A mulher por trás de Harry Potter trouxe alegria para milhões, mas admite que sentiu desespero ao escrever os romances mágicos. Seu humor sombrio até inspirou as criaturas que sugam a alma de sua série, conhecidas como Dementadores. “É muito difícil descrever [depressão] para alguém que nunca sentiu, porque não é tristeza”, ela disse a Oprah Winfrey em 2010. “Mas é essa ausência fria de sentimentos – esse sentimento realmente oco.”

Sheryl Crow

A cantora nove vezes vencedora do Grammy lutou contra a depressão antes mesmo de enfrentar o câncer de mama e um tumor cerebral benigno. “Tenho uma forte sensação de melancolia”, disse ela ao jornal The Telegraph, de Londres, em 2014. “Toquei piano desde muito cedo devido a uma necessidade de sentir alguma coisa”.

Terry Bradshaw

O membro do Hall da Fama da NFL e comentarista de futebol popular acredita que ele teve depressão por anos, mas ele não foi diagnosticado e tratado até o final dos anos 90. Ele compartilhou sua história, na esperança de reduzir o estigma que envolve a doença mental. “Eu pensei que talvez pudesse ajudar as pessoas trazendo consciência sobre o problema, ajudar os homens a obter força e coragem”, disse ele ao Chicago Tribune em 2003.

Buzz Aldrin

Mesmo andar na lua não conseguia impedir que Buzz Aldrin se sentisse abatido. Na verdade, a repentina fama do astronauta após o pouso na lua de 1969 levou ao seu divórcio, além de problemas com álcool e depressão. A infelicidade acontece em minha família, disse ele ao The New York Times . Sua mãe e seu avô materno sofriam da doença, a ponto de ambos, infelizmente, terem cometido suicídio. Então, Aldrin procurou tratamento e tornou-se presidente da Associação Nacional de Saúde Mental.

Gore Tipper

Em 1999, enquanto Al Gore era vice-presidente, a segunda-dama compartilhou suas lutas com a tristeza. Ela recebeu tratamento depois que seu filho teve um acidente de carro quase fatal. “Eu sei o quão importante pode ser um bom cuidado de saúde mental porque eu pessoalmente me beneficiei disso”, ela escreveu em um editorial do USA Today . Medicamentos e aconselhamento a ajudaram a melhorar.

Wayne Brady

Ele mantem uma Imagem pública otimista, mas sempre escondeu uma longa luta com a doença mental. Brady descreveu sua experiência para o Entertainment Tonight em 2014. “Você não quer mudar; você não pode se mover na escuridão ”. Ele se esforçou muito para impedir o duplo padrão em Hollywood, disse ele, onde parece mais aceitável admitir um problema com drogas do que com depressão clínica.

Jim Carrey

A Dura Realidade dessas 20 Celebridades Que Admitiram Lutar contra a Depressão

O homem por trás de alguns dos personagens mais malucos da tela, do Grinch ao Ace Ventura, ele diz que teve alguns dias sombrios. Ele declarou que toma antidepressivos e leva uma vida espiritual muito limpa. “Eu raramente bebo café”, disse ele ao 60 Minutes . “Eu estou muito controlado quando o assunto é álcool, também estou sem consumir drogas. A vida é linda demais.

Robin Williams

A Dura Realidade dessas 20 Celebridades Que Admitiram Lutar contra a Depressão

Seu suicídio em 2014 chocou milhões de pessoas, mas o ator/comediante ganhador do Oscar tinha uma história de depressão, abuso de substâncias e álcool. Ele tinha sido diagnosticado com Parkinson e pode ter tido uma forma de demência. Em 2006, ele descreveu seus altos e baixos para Terry Gross, da NPR. “Você faz algumas vezes coisas que te fazem parecer um maníaco? Sim. você é maníaco o tempo todo? Não, você fica triste? Oh sim. A tristeza me atingiu com força.”

Abraham Lincoln

A Dura Realidade dessas 20 Celebridades Que Admitiram Lutar contra a Depressão

Até o 16º presidente dos Estados Unidos da América teve surtos do que ele chamou de melancolia. “Se o que eu sinto fosse distribuído igualmente para toda a raça humana, não haveria uma face alegre na Terra“, escreveu Abraham Lincoln em 1841.

Envie seu comentário:

Você também pode gostar:



Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE