Como perdoar e seguir em frente – parte 1

Thumb Como perdoar e seguir em frente – parte 1

Perdoar nem sempre é fácil, ainda mais quando nos sentimos magoados, mas perdão é fundamental para a felicidade e liberdade!

1 – Sinta a dor. Antes de perdoar e seguir em frente é importante sentir a dor por um tempo. Tristeza, arrependimento, raiva, decepção são emoções saudáveis. Se você não se permitir senti-las, pelo menos um pouco de vez em quando vai acabar incapaz de lidar com muitas situações difíceis. A capacidade de ficar triste de uma forma saudável e seguir em frente depois de um curto período de tempo é como um músculo que precisa ser exercitado para ficar em condições ótimas.

Não deixe que as pessoas façam você se sentir mal por ter uma resposta emocional a essa situação. As emoções são normais e saudáveis. Não evite-as, encare-as de frente!

2 – Tire algum tempo para ficar triste. Fique triste (ou irritado, decepcionado, qualquer que seja o sentimento) por alguns dias ou alguns meses, dependendo da gravidade da situação, e depois deixe a emoção ir embora. Deixe que ela se vá. Quanto mais tempo você passar ficando triste, menos terá disponível para gastar preenchendo sua vida com alegria e ótimas novas experiências.

3 – Fale sobre como você está se sentindo. Perdoar, lidar com a experiência e seguir em frente depois de ser ferido não significa não dizer nada. Você deve se manifestar quando alguém o ofender! Isso é especialmente importante se aconteceu mais de uma vez. É preciso que as pessoas saibam como comportamento delas o afeta. Isso é saudável para você e uma boa experiência de aprendizagem para elas.

Se as pessoas continuarem a ser uma fonte de dor em sua vida, considere que talvez não mereçam continuar fazendo parte dela. Essa pode ser a escolha mais saudável para ambos. Fique atento e alerta!

4 – Veja o quadro geral. Às vezes as pessoas realmente nos machucam, mas também é fácil se prender em discussões e problemas pequenos que não importam tanto quanto pensamos no momento. Tente olhar para o problema de uma perspectiva maior. Talvez você e sua melhor amiga estejam brigando por um menino, mas depois de tantos anos de amizade e apoio emocional real, será que ele realmente importa tanto para você? Tanto quanto o seu relacionamento com a sua melhor amiga? Esses são os tipos de coisas que você precisa se lembrar de considerar. Sim, você pode se sentir machucado e tudo bem se sentir assim, mas tente manter a perspectiva sobre a importância da situação.

5 – Pare de ver a si mesmo como uma vítima. Pare de se colocar no papel de vítima ou um sobrevivente e comece a se ver como alguém que assumiu o controle da situação em que estava e melhorou de vida. Se enxergar como vítima faz você continuar se sentindo impotente e ferido. Viver como um sobrevivente vai levar você a continuar se definindo por essa experiência. O objetivo é chegar no ponto onde foi apenas algo que aconteceu com você e uma das muitas coisas que te ajudaram a ser quem você é. Não a vitimização!

Por exemplo, se o seu namorado terminou com você, não fique pensando em si mesma como a garota que levou um fora. Você é você e não esse rótulo.

Envie seu comentário:

Você também pode gostar:

  • Curiosidades
  • Educação
  • Família & Relacionamentos
  • Negócios
  • Saúde & Bem-Estar
Thumb %title%

Como ser um Idoso Produtivo – Trabalho e Voluntariado



Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE