Como perdoar e seguir em frente – parte 2

Thumb Como perdoar e seguir em frente – parte 2

Dicas para perdoar e seguir em frente!

1 – Tire algum tempo para se acalmar. Tire algum tempo imediatamente após ser ferido para se acalmar. Normalmente, algumas horas ou um dia é um bom período de tempo. Quando você estiver realmente machucado, no calor do momento tende a não pensar e pode facilmente acabar dizendo coisas que não quer dizer ou de uma maneira que não é construtiva para ninguém. Você quer que suas palavras sejam pensadas e tenham impacto, por isso pare para pensar.

2 – Entenda as pessoas que te machucaram. Tente compreender a pessoa que te machucou. As pessoas, a menos que sejam verdadeiras sociopatas, sempre têm sentimentos e uma boa razão para fazer o que fazem. E é raro que sejam realmente muito cruéis. Na maioria das vezes, estão apenas fazendo o melhor que podem e tentando fazer o que acham que é a coisa certa. E uma grande parte do tempo, assim como o resto de nós, elas cometem erros.

Tente pensar por que elas poderiam pensar que o que estavam fazendo era certo. Isso te ajudará a simpatizar com elas e se sentir melhor sobre o que aconteceu.

Só porque alguém fez algo com boas intenções ou simplesmente não pensou sobre a dor que causou, isso não é desculpa e não faz com que a pessoa esteja certa. Se alguém fez algo ruim, você precisa contar para a pessoa (gentilmente) para que ela possa fazer uma escolha melhor no futuro.

3 – Coloque-se no lugar do outro. Agora, imagine que você fosse a outra pessoa, tentando fazer a mesma escolha. Tente deixar seu preconceito de lado de verdade. Você provavelmente teria feito a mesma escolha, certo? Ou, pelo menos, provavelmente fez uma escolha semelhante por razões parecidas no passado (talvez quando era jovem e não sabia agir de uma forma diferente). Pensar sobre isso também vai ajudá-lo a compreender o outro e o que aconteceu, o que vai fazer você se sentir melhor.

Lembre-se de que as pessoas costumam ter mais tristeza e estresse na vida do que deixam transparecer. Elas poderiam não estar nas melhores condições mentais quando fizeram o que fizeram, o que poderia explicar as escolhas realmente estranhas ou cruéis. Não é possível estar sempre 100%, por isso tente simpatizar com essas pessoas.

4 – Aceite o pedido de desculpas. Uma boa forma de começar a perdoar alguém é aceitar um pedido de desculpas. Dê o benefício da dúvida e acredite que a pessoa está realmente arrependida. Elas podem estar verdadeiramente arrependidas e ainda continuarem a cometer erros (até mesmo o mesmo erro de vez em quando). Aceite o pedido de desculpas e acredite, não apenas por ela, mas por você também. Isso pode realmente ajudá-lo em seu próprio processo de cura.

Aceitar o pedido de desculpas de alguém não dá direito a nada, nem significa que você precisa fazer alguma coisa. Você não precisa ser legal ou estar feliz perto da pessoa de repente. É até bom mantê-la fora de sua vida mesmo assim, se isso for melhor para você.

5 – Libere seu ódio. Isso é muito importante. Se você sentir ódio, precisa resolver isso. O ódio é uma emoção que não faz bem a ninguém. Não pune a pessoa e não te faz mais feliz. Para sua própria saúde emocional, pare de odiar. No lugar, se concentre em não pensar sobre a pessoa completamente se você não conseguir seguir os passos anteriores e compreendê-la melhor.

6 – Desista de vingança. A vingança é outra coisa que não faz bem a ninguém. Pensar nisso só irá consumi-lo e fazer sua vida toda girar em torno da dor que sofreu. Você prefere que a sua vida gire em torno da dor ou de todas as coisas incríveis e felizes que vai fazer agora? A melhor vingança é passar a viver uma vida incrível, produtiva e satisfatória, o que não vai acontecer enquanto você se estiver ocupado sentindo raiva.

7 – Faça a sua dor significar alguma coisa. Uma boa maneira de perdoar verdadeiramente alguém em seu coração é ficar feliz pelo que aconteceu ter acontecido. Você pode fazer isso transformando sua experiência em algo significativo e positivo. Encontre uma lição a ser aprendida no que aconteceu com você ou dedique um pouco do seu tempo e experiência para ajudar a impedir que outras pessoas cometam o mesmo erro.

Por exemplo, se um relacionamento longo acabar, não veja isso como o fim de todas as suas chances de ser feliz. Em vez disso, considere a experiência como algo que ajudou a moldar quem você é e a fazer de você a pessoa que sua futura esposa vai amar ainda mais.

Outro exemplo seria se você sofrer racismo usar suas experiências para visitar escolas e dar uma palestra sobre como o preconceito afeta a vida de outras pessoas.

8 – Pense se você gostaria de ser perdoado em uma situação inversa. Uma parte importante do perdão é deixar de lado as emoções que dominam seu coração e mudar sua perspectiva. Eis um exercício simples que te ajuda a fazer exatamente isso: coloque-se no lugar da outra pessoa e pergunte a si mesmo se você gostaria que a outra pessoa te perdoasse se você fizesse algo errado.

A maioria das pessoas que são honestas consigo mesmas responderão sim. Porque o perdão significa muito quando vem de um lugar inesperado. Ele nos inspira a perdoas as outras pessoas. Ele nos ajuda a nos tornarmos versões melhores de nós mesmos. Mais importante ainda, ele cura laços. A verdade é que a maioria de nós prefere viver junto com outras pessoas do que isolados.

9 – Escreva uma carta, escreva com o coração, e depois queime-a. Sim, você leu direito. Escreva a carta mais emocionalmente crua possível. Descreva exatamente como você se sente e por que está com raiva. Não poupe detalhes. Em seguida, queime-a. Isso soa muito dramático, mas funciona para muitas pessoas. Queimar a carta é um lembrete de que tudo é temporário – até mesmo a dor e o ódio. Quando você perceber isso, deve se sentir muito mais pronto para perdoar.

Existe um nome para esse processo: catarse. Ela é uma liberação de emoções ruins no caminho para o alívio. A catarse te ajuda a se sentir melhor e é por isso que os médicos e profissionais de Psicologia dizem para falar sobre seus sentimentos e até mesmo revivê-los.

Envie seu comentário:

Você também pode gostar:

  • Curiosidades
  • Educação
  • Família & Relacionamentos
  • Negócios
  • Saúde & Bem-Estar
Thumb %title%

Como ser um Idoso Produtivo – Trabalho e Voluntariado



Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE