Educação sexual nas escolas, qual a sua opinião?

Thumb Educação sexual nas escolas, qual a sua opinião?

O estudo da educação sexual nas escolas vem sendo objeto de crítica de muitas pessoas, famílias e estudiosos ao longo dos últimos anos. Nem todas as pessoas são a favor da implementação, aliadas aos seus posicionamentos contra a aplicação deste tipo de estudo nas escolas, em contrapartida aos que são a favor, alegando os prós da aplicação do estudo da sexualidade.

O Ministério da Educação adverte que a educação sexual não vem como forma de trazer a vida ativa sexual precocemente, mas sim como uma espécie de conhecimento sobre o assunto visando índices menores de violência sexual, gravidez na adolescência, entre outros, com o objetivo de criar jovens mais independentes, responsáveis e seguros de si.

E você, é a favor ou contra? Quer saber mais a respeito do assunto, a opinião de especialistas e o que o programa visa trabalhar nas escolas? Se sim, vamos nessa!

Educação sexual para a juventude

O estudo da educação sexual em sala de aula é alvo de críticas por parte de pessoas desentendidas no assunto.

Trabalhar a educação sexual da juventude é visto como essencial pelo governo, uma vez que traz conhecimento adequado para jovens e adultos sobre temas que envolvem a sexualidade, como métodos contraceptivos, abuso sexual, exploração sexual, cuidados que devem ser tomados a partir do momento que se entra e avança na puberdade, entre outros.

Identificação de abusos e exploração

A educação sexual em sala de aula visa agregar mais conhecimento e trabalhar no jovem a condição de saber identificar abusos e exploração sexual, seguidos de uma posterior denúncia e tratamento psicológico.

Jovens que não tem conhecimento do assunto podem sofrer de maus tratos e nem saberem ao certo do que se trata, parece até mesmo algo surreal, mas infelizmente existe, e o trabalho da educação sexual seria dar entendimento necessário a estes adolescentes e jovens com o intuito de se tornarem mais autônomos e responsáveis na vida sexual, como m escolhas, por exemplo.

A opinião do Ministério da Educação

O Ministério da Educação diz que incentiva projetos que trabalharem causas promovendo educação em direitos humanos, prevenção e enfrentamento ao preconceito, à discriminação e à violência no ambiente escolar, sendo assim a educação sexual seria um dos tipos de projetos que se encaixa neste parâmetro, e portanto pode ser sim devidamente trabalhada em sala de aula, contato que tenha o público juvenil e seja adequada ao momento, visando aumentar o conhecimento e preparar jovens mais maduros.

Efeitos da educação sexual nas escolas

Os efeitos da educação sexual na escola não são trazer o desenvolvimento sexual precoce, e sim dar aos jovens mais entendidos no assunto a fim de se tornarem adultos mais responsáveis e quando entrarem na vida sexual ativa terem mais autonomia e entendimento de como tudo se desenvolve.

De acordo com a Unesco, tratar da sexualidade na escola influencia um comportamento sexual mais tardio e responsável, dependendo da forma como for aplicada.

Envie seu comentário:

Você também pode gostar:



Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE