Empregos que estão Desaparecendo: Comece a se preparar desde já!

Thumb Empregos que estão Desaparecendo: Comece a se preparar desde já!

A tecnologia sempre teve impacto na nossa realidade. Seja boa ou ruim, é certo que ela tornou muitas tarefas mais fáceis de serem feitas, mais rápidas, mais baratas. Ela fez a humanidade evoluir. Em geral, poderíamos dizer que a sociedade também mudou, para melhor ou para pior.

O mundo do trabalho não ficou isento dessa mudança. Assim como novas profissões e especialidades surgiram, outras também foram perdidas. Essa transformação não é globalmente homogênea, mas tem tendências e traços comuns em quase todos os países ocidentais.

A parte de tudo, uma pergunta deve ser feita: você já se preparou para o futuro das profissões? Confira algumas das relações de trabalho que estão desaparecendo e aprenda a se preparar. O futuro já começou…

Empregos que já estão desaparecendo com a tecnologia

Poderíamos voltar no tempo apenas algumas décadas para tratar de empregos como o ascensorista de elevador — usando um exemplo de profissão que não requer muitas habilidades —, ou o linotipista, profissional que compunha as linhas a serem derretidas em chumbo, depois as enviando para imprimir, em tipografia — para citar um trabalho mais especializado.

Podemos nos limitar também somente às últimas duas décadas para citar empregos que estão aos poucos sendo substituídos pela tecnologia. Por exemplo, agentes de pedágio e de estacionamento (você já vê em shoppings as cancelas automáticas), funcionário de bilheteria, caixa de supermercados, só para citar alguns mais conhecidos, que estão ameaçados pela cada vez maior e mais difundida automação.

Quer um exemplo mais drástico? Vejamos os operários da construção civil. Na China, a Shenzen Evenwin Precision Technology substituiu 90% de seus funcionários por robôs, aumentando a taxa de produção e reduzindo drasticamente os erros de produção.

Motorista também é uma profissão que está sendo ameaçada. Talvez algo distante para nós brasileiros, mas já vemos carros autônomos sendo testados em alguns países mais desenvolvidos. Nos planos de Elon Musk também há caminhões.

Para operadoras de telefonia, atendentes de telemarketing e recepcionistas, poderíamos dizer que a operadora de telefonia é agora uma história sendo arquivada no passado. O chatbot e a inteligência artificial estão lentamente suplantando essas tarefas.

E o caixa do banco? Os caixas eletrônicos existem há décadas, mas o aperfeiçoamento de sua tecnologia em breve aposentará os caixas de banco. Até mesmo o lojista é agora um trabalho destinado a evoluir.

A automação e a inteligência artificial logo tornarão a tarefa do classificador de correspondência na distribuição postal completamente obsoleta.

E há centenas de outros exemplos por aí…

Os empregos que poderiam se transformar rapidamente

Mesmo trabalhos (ou tarefas específicas de uma profissão) que são frequentemente imaginados além do alcance de robôs e inteligências artificiais estão em risco. Entre as categorias em risco, por exemplo, há farmacêuticos, que puderam ver a preparação de remédios personalizados passar nas mãos dos robôs.

Softwares de agregação e redação automática de notícias já estão em operação e podem comprometer parte do trabalho dos jornalistas. Também os algoritmos já operam na bolsa de valores, com grande sucesso em alguns casos, tornando o trabalho dos operadores do mercado de ações praticamente redundante.

Os agentes de viagens são outra categoria que correm risco. O DIY (do it yourself), auxiliado por algoritmos inteligentes, está corroendo esse trabalho.

Além dos já citados carros autônomos, também estamos vivenciando uma enxurrada de drones, que podem ser usados para carregar mercadorias por via aérea: os aviões de carga podem não precisar mais de pilotos humanos.

Chefs e cozinheiros robôs já estão em operação em algumas cadeias de fast food e, de acordo com a Robótica Moley, logo estarão também em nossas casas. Essa empresa está de fato desenvolvendo chefs robóticos, capazes de reproduzir em casa os pratos dos melhores chefs do mundo!

Mesmo profissões de alto nível, como o anestesista e o cirurgião, não podem mais ser executadas exclusivamente por humanos: os robôs já ajudam esses profissionais e, em alguns casos, realizam pequenas operações autonomamente. E as inteligências artificiais, como o IBM Watson, são capazes de dar suporte a eles nos diagnósticos.

Que outras mudanças nos aguardam

Se você se perguntar, neste momento, se o seu trabalho está em risco também, existe um site muito divertido que mostra o percentual de risco das profissões. Pena ser em inglês, mas se a língua não é problema para você, confira o Will Robots Take My Job.

Obviamente, os dados têm como referência as profissões nos Estados Unidos, então muitas podem ter uma discrepância enorme com as profissões no Brasil. Mas vale a diversão (ou o medo) de pesquisar no site.

Mas não pense que é o Apocalipse. A tecnologia não apenas “mata” empregos. Ela também cria novos e faz alguns evoluir. Naquela fábrica chinesa que citei mais acima, onde os trabalhadores foram substituídos por robôs, 200 funcionários foram contratados para cuidar da manutenção das máquinas.

E já mencionei casos como o do caixa do banco, no qual, como simples distribuidor de dinheiro e executor de operações de computador, passou a tarefas com mais espaço para vendas e marketing.

Em geral, a tecnologia também reduziu consistentemente o número de horas de trabalho que nos envolvem de maneiras diferentes. Essa diminuição corresponde, naturalmente, a uma maior disponibilidade de tempo livre. O futuro pode ser promissor para as profissões e especialidades que permitirão usufruir o máximo delas.

Se você começou a se preocupar com o futuro do seu emprego e da sua profissão, você está no caminho certo. Mas não precisa se desesperar. O momento é agora! As oportunidades de ouro estão surgindo e você pode agarrar a sua. Veja abaixo como começar a trabalhar no novo mercado e já garantir a sua segurança profissional.

Como começar?

Se você chegou até aqui, uma dúvida deve estar rondando sua cabeça: “Como eu faço para começar a fazer parte destes novos empregos e trabalhos digitais?”

Não existe atalho para o sucesso. Mas existem sim formas de facilitar a sua vida. Ferramentas, recursos e estratégias que podem alavancar sua carreira muito mais rapidamente do que você imagina. Com o que você vai aprender gratuitamente, já poderá começar nas horas vagas um novo emprego digital, recebendo direto do Google, a maior empresa do mundo!

Para a sua informação, alguém está fazendo dinheiro só por você ler este artigo, é a modalidade de negócio/emprego mais nova que existe no mercado e mais fácil para começar, onde você trabalha com o Google Adsense, e ainda pode gerar de 1 a 100 dólares POR DIA apenas compartilhando artigos na internet para ajudar ao Google na divulgação dos seus clientes.

Quer testar e já começar a faturar com o Google Adsense? CLIQUE AQUI que vou te dar uma conta gratuita para começar agora a faturar na internet, mas é por tempo limitado, corre!!!

Envie seu comentário:

Você também pode gostar: