Rio Amazonas, o Gigante Rio Brasileiro

Thumb Rio Amazonas, o Gigante Rio Brasileiro

O rio Amazonas é um rio brasileiro que nasce na Cordilheira dos Andes, ele é o maior rio do mundo em extensão e volume de água.

Há algum tempo, em razão de equívocos técnicos, acreditava-se que o rio Nilo era o maior do mundo em extensão, informação incorreta, uma vez que pesquisas mais recentes o colocou como o maior em comprimento e volume.

O rio Amazonas nasce em terras peruanas, mais precisamente na montanha Nevado Mismi (Cordilheira dos Andes), na porção sul do país, a uma altitude de 5.500 metros.

No Peru, o rio Amazonas dispõe de um modesto volume de águas.

Ao chegar às terras brasileiras, o mesmo recebe o nome de Solimões, e se torna Amazonas quando converge com o Rio Negro.

Nesse encontro, as águas escuras provenientes do Rio Negro não misturam com as do Rio Solimões, que são claras, promovendo assim um fenômeno de grande beleza.

rio Amazonas

Rio Amazonas e suas Características

O rio Amazonas percorre uma superfície extremamente plana, aspecto que resulta em um grande volume de água.

Muitas vezes, em alguns trechos, o rio Amazonas atinge quilômetros de largura.

A característica de rio Amazonas caudaloso favorece a navegação em praticamente toda a extensão do Amazonas, incluindo também muitos de seus afluentes.

Um fenômeno muito intrigante envolvendo o rio Amazonas acontece em sua foz.

Quando as águas oceânicas sobem, em razão da maré alta, a mesma invade a desembocadura do rio, provocando um estrondoso choque e um grande barulho, além de arrancar árvores nos barrancos.

Esse fenômeno recebe o nome de pororoca, que é uma onda de grande proporção que se forma a partir do encontro das águas oceânicas com as águas do rio Amazonas.

rio Amazonas

Rio Amazonas e suas Nascente

O rio Amazonas nasce na Cordilheira do Andes, no Peru, e deságua no Oceano Atlântico, junto ao rio Tocantins no Delta do Amazonas (norte brasileiro).

Esse rio Amazonas é bastante dinâmico e complexo e por estar localizada em uma região remota, sua nascente foi difícil de ser encontrada, havendo muitas especulações entre os pesquisadores.

rio Amazonas

Mas através de uma expedição realizada ao local da nascente, pesquisadores verificaram que a origem do rio Amazonas está nas cabeceiras do rio Apurimac, na montanha Nevado Mismi.

Cinco pequenos córregos que descem os cumes nevados da montanha são os principais formadores do Apurimac.

O rio Amazonas, localizado na América do Sul, é o maior rio do mundo em volume de água e o maior rio do mundo em extensão, com 6.992,06 km.

O rio Amazonas tem sua origem na nascente do rio Apurimac, na encosta do Nevado Mismi, na Cordilheira dos Andes, no Peru, a 5.600 metros acima do nível do mar.

Rio Amazonas e a navegação

O rio Amazonas recebe vários nomes e diversos afluentes em seu curso no Peru, até receber o nome de Solimões, na fronteira do Brasil, no município de Tabatinga, no estado do Amazonas, onde segue seu curso até encontrar o rio Negro, próximo à cidade de Manaus, onde recebe o nome de Rio Amazonas.

Assim, o rio Amazonas atravessa os estados do Amazonas e do Pará até chegar a sua foz, entre os estados do Amapá e do Pará.

Ao entrar no território brasileiro, no município de Tabatinga (AM), o rio Amazonas está a apenas 60 m de altitude e percorre quase 3.000 km numa região de planície, para desaguar no Atlântico.

Ao longo desse trecho ele apresenta uma inexpressiva queda de 20 mm por quilômetro.

O leve desnível proporciona excelentes condições de navegabilidade, desde sua foz até a cidade de Manaus.

rio Amazonas

Rio Amazonas e suas Afluentes

O rio Amazonas possui aproximadamente 1.100 afluentes que formam a maior bacia hidrográfica do mundo, com extensão de 7.008.370 km².

O rio Amazonas percorre territórios do Peru, Brasil, Colômbia, Bolívia, Equador, Guiana e Venezuela. No Brasil o rio se estende por 3.843.402 km² e banha os estados do Acre, Amazonas, Amapá, Rondônia, Roraima, Pará e Mato Grosso.

O rio Amazonas possui afluentes em ambos os lados de suas margens, e por estarem nos dois hemisférios (norte e sul) permitem a dupla captação de águas das cheias de verão.

Principais afluentes do Rio Amazonas na margem direita: Javari, Purus, Madeira, Tapajós, Xingu etc.

Principais afluentes do Rio Amazonas na margem esquerda: Iça, Japurá, Negro, Trombetas, Jari etc.

rio amazonas

Rio Amazonas, cheias e secas

Todos os anos, com o degelo nos Andes e a estação de chuvas na região Amazônica, ocorre o fenômeno das cheias que atingem os municípios que estão nas margens dos rios Solimões, Amazonas, Tapajós, Negro, Juruá, Purus, Japurá, Madeira, entre outros.

Com a cheia de 2011, o rio Tapajós atingiu 7,48 metros e foi considerada a maior cheia dos últimos tempos.

Já no período da estiagem, o fenômeno das secas também atingem a região; em 2010 ocorreu a maior seca dos últimos 100 anos.

rio Amazonas

Rio amazonas e a Pororoca

A pororoca é o fenômeno caracterizado pelo encontro de um grande rio com o mar sendo que esse choque provoca um enorme barulho e gera grandes e violentas ondas causando forte destruição em seu percurso, modificando, assim, as margens dos rios e destruindo a vegetação ribeirinha.

No rio Amazonas, a pororoca ocorre na foz, no encontro com o oceano atlântico, normalmente nos meses de outubro.

Durante o fenômeno, as ondas aproximam-se de três metros de altura, podendo chegar a uma velocidade de 50 km por hora.

Envie seu comentário:

Você também pode gostar:

  • Animais
  • Curiosidades
  • Educação
  • Natureza
  • Receitas & Alimentação
  • Saúde & Bem-Estar
Thumb %title%

Produtos de Origem Animal que Provavelmente Você Não Sabia



Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE