Segredos de um Bom Vinho

Thumb Segredos de um Bom Vinho

Que tal conhecer melhor  os segredos de um bom vinho e a Forma Correta de Conservá-los? Você sabia que foram os romanos os primeiros a  disseminar o gosto pelo vinho em todo continente europeu? Dizem até que a supremacia do Império Romano se deve as videiras plantadas pela Europa a cada território conquistado. E é verdade que ainda temos muito a aprender sobre os vinhos.

Os segredos de um Bom Vinho

Classificação dos vinhos 

Os vinhos se classificam em: branco, tinto, palhetes e rosados (coloração intermediária). Os secos são chamados assim porque não contém açúcar remanescente ou por desdobrar. Os meio-secos têm uma pequena quantidade de açúcar (cerca de 5%) e os doces ou adamados conservam apreciável quantidade de açúcar em dissolução (cerca de 10%).

Segredos de Um Bom Vinho

Classificação dos Vinhos

Vinhos Brancos

Secos: Forestier, Chateau Chandon, Valduga.

Aromáticos ou frutados: com baixo teor alcoólico, são vinhos jovens, por isso guardam o aroma e o gosto da fruta. São ótimos para serem degustados sem acompanhamento, por causa do seu frescor característico. Entre eles, os rieslings ou os do tipo alemão. No Brasil, o Boticelli.

Secos encorpados: semelhantes aos sabores mais marcantes dos vinhos tintos; devem ser servidos à temperatura ambiente, para que seu sabor não se altere.

Doces: os mais famosos e aromáticos são os de uva moscate. O Sauternes é o mais conhecido.

Verde: é um vinho bem ácido, pois é feito com uvas pouco amadurecidas. Deve ser consumido jovem, por isso, cuidado ao comprá-lo.

Espumantes: ficam assim depois de uma segunda fermentação pelo método do champagne já engarrafados. O Asti, italiano, é muito elogiado.

Vinhos Rosés

Estão entre a cruz e a caldeirinha no gosto dos neólogos apaixonados pelos brancos e aqueles que dão sua vida por um bom tinto. Mas é um meio termo agradabilíssimo entre ambos.

Vinhos Tintos

Jovens: você identifica logo pelo rótulo que traz a palavra Nouveau, Primeur ou Novello. Seu sabor se assemelha em leveza àquele dos vinhos brancos.

Semi-encorpados: Não devem ser consumidos antes dos cinco anos de engarrafados. Como os Bordeaux, borgonhas, chiantis, os portugueses Dão, Douro e Barradas, o cabernet chileno e no Brasil, o Dal Pizol e Boticelli.

Escurecidos: Devido ao processo do amadurecimento das uvas que as tornam negras e por isso de sabor mais encorpado.

Fortificados ou de sobremesa: entre eles está o xerez e o porto. São vinhos misturados a outro tipo de álcool, como o conhaque, para conservarem a doçura.

Agora você já conhece alguns Segredos de Um Bom Vinho quanto a sua classificação, mas há alguns pontos que você precisa observar na hora da compra.

Segredos de Um Bom Vinho

O Que Observar Ao Comprar Vinhos

O que observar na hora da compra

Nunca escolha um vinho em função de um rótulo ou garrafa bonita. Se não entender nada, peça a indicação a um amigo.

Outro ponto importante na hora da compra: observar se a garrafa está colocada horizontalmente na prateleira e não verticalmente, como costuma acontecer.

A temperatura também é importante. Nos supermercados, as bebidas ficam sujeitas ao calor provocado pelas luzes fluorescentes durante o dia, e ao frio  doa r refrigerado durante a noite. E isso é péssimo no caso dos vinhos.

O comprador, antes de se decidir, deve observar atentamente o rótulo. Ele, de acordo com a legislação brasileira para qualquer tipo de vinho, terá que indicar a presença ou não de conservantes; o grau alcoólico; se é doce, meio-doce ou seco, se é comum ou fino, e a espécie da casta. Nos tintos merlot, cabernet, sagiovese, barbera; e nos brancos, riesling, semillon, sauvignon, entre outras. O termo vinho fino de mesa em geral é uma garantia de que o vinho é de boa qualidade, elaborado com uvas nobres.

Observados os detalhes na hora da compra, você sabe qual a maneira correta de guardar suas garrafas de vinho?

Segredos de Um Bom Vinho

Como Guardar Vinhos

Como guardar os vinhos em casa

A maneira correta de guardar os vinhos em casa, faz parte dos Segredos de Um Bom Vinho, pois eles devem ficar em locais frescos e com pouca luz e nunca no interior de armários úmidos, isso pode dar um cheiro de mofo à bebida.

Os vinhos devem ser sempre armazenados na posição horizontal, para que as rolhas se mantenham molhadas. Isso evita a oxidação causada pela entrada de ar na garrafa. Você pode guardá-las deitadas dentro da própria caixa no caso de você não dispor de uma adega.

Você sabia que existe uma temperatura ideal para guardar e conservar os vinhos sem que eles percam o sabor e a qualidade?

Anote agora a temperatura ideal:

A temperatura ideal é também um dos Segredos de Um Bom Vinho e deve ser levada em consideração.

Vinhos brancos

Verdes secos – de 40C a 80C; Verdes suaves– de 30C a 80C; Maduros secos leves de 50 a 80C; Maduros secos encorpados de 60 a 80C; Maduros meio-secos – 30C; Maduros adamados – de 20 a 50C.

Vinhos rosados

Secos, de 60 a 80C; meio-secos – 50 a 80C; tintos verdes – de 80 a 100C; maduros palhetes de 100 a 120C; maduros leves de 120 a 150C;  maduros velhos pouco encorpados de 160 a 180C;  maduros velhos encorpados de 160 a 200C; Champanhe- brut e extrassecos de 80 a 100C; secos de 60 a 100C; meio-secos de 40 a 60C; doces– de 20 a 50C.

Licorosos 

Secos de aperitivo-  de 50 a 80C; meio-secos de aperitivo– de 80 a 100C;  meio-doces de sobremesa de 120 a 150C; doces de sobremesa de 150 a 180C.

Conhecidos alguns Segredos de Um Bom Vinho é hora de aprender a saboreá-los.

Saboreando Vinhos

Como Saborear Vinhos

Como saborear os vinhos

Para os vinhos serem mais bem saboreados, os tintos são tomados em taças ovaladas e grandes, com a boca mais estreita para reter o aroma. Para os vinhos jovens e frutados, use taças ovaladas um pouco menores, também estreitos na boca, pelo mesmo motivo. Para os vinhos doces e rosados, prefira as taças ovaladas, porém com a copa mais alta. Segure a taça pela haste, porque segurando pelo recipiente o calor da mão altera  a temperatura e o aroma da bebida.

Finalmente segundo os expertos, o paladar de um consumidor comum vai se apurando aos poucos. No começo, ele prefere os vinhos doces, mais enjoativos.  Aos poucos, passa para os roses e brancos suaves. Em seguida, experimenta os tintos e, por fim, os brancos secos, Neste dizem, já se tornou um consumidor adulto.

Agora que você já aprendeu os Segredos de Um Bom Vinho, planeje Uma noite de queijos e vinhos saborosos junto a sua família e amigos, será uma festa muito especial.

Seu comentário é muito importante para nós,  não esqueça de deixá-lo abaixo, olharemos cada mensagem com carinho.

Envie seu comentário:

Você também pode gostar:



Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE